Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Amor de mãe

publicado por flavio às 00:17
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 12 de Maio de 2008

"Laços partidos" - Soneto

publicado por flavio às 00:15
link | comentar | favorito
Domingo, 11 de Maio de 2008

"Presente do sol"

 

 

E é assim...
A mesmice apaga o fogo, e frios...
caminhavam.
Fugindo de envolvimento.
Desacreditavam...
Até a libido congelou..
Mas de um ponto qualquer do mundo 
o sol a presenteou
Com aqueles olhos tristes de menino perdido
Que agora se achou...
Amor... 
coisa louca, ilumina
Na seqüência, desatina.
E foi assim... dia apos dia
Ela, que já não acreditava, para crer que seria possível
Teve que digerir que não era mais sozinha.
Envolvimento maior a cada dia...
De repente, tudo muda , a uma pessoa pertencia
E com esta tal de saudade...
Sabia que conviveria.
Agora?!
Vai pra cama.
Presença viva na memoria.
Na boca 
a vontade do gosto do beijo
Na pele...
queria tatuado o corpo dele.

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Sábado, 10 de Maio de 2008

“Depois de você”

“Depois de você” - Soneto
publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

"Meu Aniversario"

 

 

 

     

 

 

 

 

                  

Feliz aniversário!

 

Parece que foi ontem
Ainda me lembro das risadas
Roupas de menino
Armações e brincadeiras
Bem gostoso foi aquele tempo
Eu acho que foi assim contigo
Não te conhecia há um ano atrás
Só sei que hoje somos felizes

Andando nas nuvens com os pensamentos meus
Nada me tira do clima de felicidade
De que adianta dizerem pra você o que não sabem
Realmente o que você está sentindo
Então, acenda as velas por que tá na hora

E sintam-se todos leitores convidados

Agora que vem a surpresa
Lá no passado... 
Ia uma criança cantando
Numa outra cidade, 
Era você que estava nascendo

 

                                                    

 

 

 

 

                            

 

 

Aniversário

 
O dia tão esperado,
No tempo metade,
Fé e desejos, sonhos ou realidade,
Hoje feliz realizado.
Magia, encanto,
Que só essa felicidade,
Que todos os tropeços,
Com toda as agilidades,
Não fugimos de nosso planto.
Numa acalantavel noite,
Os sonhos aumentam,
E sempre criando uma nova fase,
E no próximo,
Quero que mais me apronte
.

 

 

                 

 

 

                                      

                           
                                                                                 
     


                                                                    

                                                                               

              

 

                

                                            

 

 

   

               

 

publicado por flavio às 01:00
link | comentar | favorito

" Me calar, jamais”

" Me calar, jamais”
publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Mais uma Estrela

hoje mais uma estrela
sobe ao céu
para brilha
pela eternidade

estrela que
um dia fostes homem
um homem mais que amigo
e querido por todos

amigo
por que,
fostes embora
cedo de mais

por quer deixastes
tantos amigos
a chorar por ti

parecia que já sabias
pois de um a um
foi se despedindo

pedindo q por ti
não chorasses
mas ficasses feliz

hoje você faz falta
mas sei q estas aqui
como nosso anjo da guarda

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Se não sabe, eu sei

Não sabe o que quer,
Sei bem o que quero,

Não sei bem o que queres,
Pensamento utópico,
Palavras bonitas,
Pensamento lógico,
Carinhos espontâneos,
Sim,
Se não quisesse não estava aqui,
Bom dia,
Bom serviço,
Estou indo,
Vamos comigo,
Estou aqui,
É prisão,
Estou acuada
E sem satisfação.
Estou preocupado com meu coração.
 
publicado por flavio às 00:00
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 6 de Maio de 2008

A dor da alma!

Quando a dor vem não machuca, ela inflama a saudade.
Ela chega e repousa no coração,
De si mesma nada sabe...Porém é inevitável.
Sentamos no chão e choramos, não de dor.Mas de solidão.
Ela nos beija, nos abraça.Com carinho.
Pede para nunca mais partir.Até que entendemos...
Ela não tem culpa de doer, assim como não temos de amar.
Os sensíveis entendem, que as lágrimas são jóias.
E as derrama, não em desespero, mas com delicadeza.
A ignorância cega os olhos...
...Do coração.Da alma.Do homem.
E sofre.Lamenta-se.É infeliz.
Só reclama, por puro e constante dom da infelicidade.
São covardes.Tão tolos.Íntimos da mediocridade do espírito.
Sua luta é esconde-se, em refugio típico da covardia.
Dentro de si.Onde nenhum guerreiro pode chegar.
Mas precisam aprender a aprender ser feliz.
Aprender a amar.A ser animado para o amor.
Pois só assim serão redimidos da autodestruição.
Serão livres para assistir ao despertar da alegria.
Porque estão mortos.Mas mortos?

Sim, até que possam larga-se aos precipícios...
Não do medo.Nem desengano.
Mas aos precipícios do amor,
Porque o amor, sim o amor, é a dor da alma.

(Um texto Di Ozzi Candido.)

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 5 de Maio de 2008

MINHA CHEGADA!!!!

Do mundo por onde andei...
Muito aproveitei...
Renovei a paisagem...
Da alma e coração...

Descobri novos caminhos...
Inventei outro começo...
Recusei a ilusão...
De toda sua miragem....

Marquei minha passagem...
Dançando um tango de Gardel...
E também deixei meu gosto...
De riso na boca e na alma...
De quem comigo veio dançar...

Esqueci o coração...
Usei só a razão...
Interrompi a tensão...
E no mundo serena...

Segui meu destino...
E hoje aqui eu voltei...
Morrendo de saudades...
De todos vocês amigos leais...

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Domingo, 4 de Maio de 2008

Jeito Amigo

No teu jeito sincero
Não há dolo ou vileza.
Tenho assim a certeza
Que a razão dos teus versos,
Não é dúbia ou forçada:
És meu bom camarada.

O teu jeito constante
Me sustenta na lida,
Pois na luta renhida
Teu apoio é incessante:
Minhas mágoas carregas,
Pois és meu bom colega.

O teu jeito espontâneo
Traz a luz da alegria:
Tua presença irradia
Um sorriso instantâneo;
E, por ser verdadeiro,
És meu bom companheiro.

Teu jeito apaixonado
Me faz crer na amizade:
'Té na eternidade
Quero ver-te ao meu lado,
Caminhando comigo,
Pois és meu bom amigo.

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Sábado, 3 de Maio de 2008

ADEUS

 

 

 

Não é um adeus definitivo...
Preciso de tempo...
Vou sair pelo mundo...
Vou viajar...Estudar..
Vou curar as feridas da alma...
E também do coração...

Vou analisar o mundo os Astros...
Mas levo todos vocês em meu coração...
Vou deixar a porta aberta para quem quiser...
Visitar-me e deixar o seu recado...
Onde quer que eu esteja...
Sempre que der passarei para lhe visitar...

Sou errante...Viajante do tempo...
Eu sou como o vento...
Apenas eu passo...
Se sentires um leve aroma de jasmim....
Serei eu que estarei chegando...
Pra matar minha saudade...
Dos amigos que aqui deixei...

Vou passar na Argentina...
Vou dançar um tango de Gardel...
Vou levar meu violão...
Vou rimar meus versos...
Vou ouvir meu coração...
Vou apreciar a natureza...
Vou observar o colorido das flores...
Vou melhorar meu visual...
Vou aos anjos agradecer...

Não é um adeus...Apenas uma partida...
Na vida precisamos inovar novos caminhos...
E eu ainda sou uma mera aprendiz...


publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Maio de 2008

Esposas de pescadores...




Na despedida um sorriso,
um carinho e um até breve....
No coração a expectativa.


Ao longe um mar de possibilidades,
escolhas corretas a serem feitas,
e muita responsabilidade.


Guiando sua vida,
e a de vários outros...
Que a beira mar esperam seu retorno...
Ansiosos!


O corpo na praia,
e o coração no mar.
A mente aqui e acolá,
sempre a orar e esperar!

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Canção do Mar



As ondas estão chegando...
O corpo relaxando...
Ao ouvir sua voz cantando...

A voz suave e clara...
Que penetra nesta água...
Faz meu corpo arrepiar...

Vou chegando na areia...
Viro  brisa e te beijo...
E te arrasto pro Mar...

E te beijo o tempo todo...
Em seu corpo eu me envolvo...
E deixo a corrente levar...

Vem aproveitar este momento...
Meu corpo tá te querendo...
Vamos juntos mergulhar...

Se entregue por inteiro...
Neste Mar que está chamando...
Sua canção exalando...
Com o Sol ardente e brilhando...

Mergulhe de cabeça...
Ao fundo vou te levar...
Não tenha medo...
É só fantasia...
Que gosto de pensar...
 
Não dá mais para aguentar...
Me envolva neste Mar...
Que tbm é seu...
Misture no meu...
E vamos tudo perfumar...

Quando estiver no fundo...
Pare por um segundo...
E sinta o corpo latejar...
Não deixe a chama apagar...

No movimento constante...
Bailando juntos com o Mar...
Do fundo só sairemos...
A noite para nas Estrelas...
Recomeçar...

Vem mergulhe... 
Comigo...
mais,mais,mais....
Até não poder mais...
Depois teremos mais...

Depois deste mergulho...
Não vou deixar me esquecer...
Vou todo dia no Mar...
Não vai conseguir escapar...

Quem mando cantar...
Agora aguenta...
Que vou te afogar?
De tanto beijar...
No fundo do Mar...
Aja fôligo???

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Abril de 2008

No balanço do mar ...



No verão,
caminhamos pela areia,
ao som à beira do mar...
Mas não basta nem um segundo,
o calor nos faz desejar,
esquecer os problemas do mundo
e simplesmente mergulhar,
em um balanço profundo,
nas confortantes ondas do mar...
Crianças, adultos, idosos,
quem não torna o mar uma diversão?
Tantos momentos prazerosos,
passamos nesse brinquedo sem restrição!
Refrescante balanço do mar,
com ondas que vem e vão,
há melhor lugar para descansar,
em pleno calor de verão?
publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

A Espera




Dos Barcos de papel
O mar selecionou os mais lindos ,
Com a sabedoria da natureza
Os deixou novamente na praia indo e vindo

E no balançar das ondas
Os barquinhos na correnteza
Deixam o poeta com a certeza
De que não é em vão a espera

A espera de um novo barco
A espera de uma aliança
A espera de um novo por de sol
A espera daquele arco íris
Que devolve a esperança

A esperança paciente
Que confia ser diferente
Que tem no olhar insistente
A ansiedade de quem é carente !!!

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Presente para Deus



O maior presente para Deus é a alegria!
E que amemos ao próximo todos os dias...
Com verdade,humildade,paz,e justiça...
Neste espetáculo que é a nossa vida...

 

A humanidade é o espelho do bem e do mal...
Porque toda história é baseado em fato real...
A terra é Deus,é amor,é vento,é tempo,é futuro...
É fé,fogo,é chuva,nas pequenas criaturas...
 
Gravado nitidamente nas escrituras!
A felicidade depende de sua ajuda...
A transformação só vêm com a luta!
 
E aceitar os espinhos que nos ferem...
Enxergamos a natureza ao fundo...
O céu existe neste fecundo mundo...

 

S.S.
Rio

 

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Domingo, 27 de Abril de 2008

Pensamento

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Sábado, 26 de Abril de 2008

Tudo passa ...




O tempo passa
A vida passa
Eu passo
Com o passo no compasso
Com o passo em descompasso
E passam os anos
Os amores , os planos,
Os dissabores , os desenganos...
Em passo lento
Em passo apressado
E eu passo
E a vida passa
E o tempo passa
E tudo passa !...
publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Momento mágico

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

Chama sem Limites



A chuva cai...As nuvens se vão...
Resgato a criança do meu coração...
Na frente da tela,meu amor me espera...
Beijos,confissões e promessas...


Bebendo frases,comendo letras...
Cada vírgula um suspiro,rumo ao desconhecido...
Linguagem sem elementos,metáforas de desejo!
Preparo uma canção para adormecer...


Antítese;Que faz meu sol nascer!
Menina dos olhos,catacrese,perífrase...
Xama sem limites,sem sensura...


Doses de ternura,morrendo de fome,de sede ...
Sede dos seus beijos,fome do seu corpo...
Hipérboles:Explodindo..,como fogos do meu rio...


S.S.

Rio

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Nada mudou...

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
Terça-feira, 22 de Abril de 2008

Dá medo

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

PRÉMIOS

Estes lindos selos da Amizade foram me oferecidos
pela minha amiga IMMCA


http://ilhadepensamentos.blogs.sapo.pt/


1º Prémio (MIMINHO Nº 1)                             2º Prémio (MIMIMHO Nº 2)

    


DEVOLVO ESTES LINDOS SELOS A TODOS OS  AMIGOS  QUE ME ACOMPANHARAM
DESDE A CRIAÇÃO DO MEU BLOG COM AS SUAS VISITAS E COM OS SEUS COMENTÁRIOS.
E TAMBÉM A TODOS OS INTERNAUTAS QUE ME VISITARAM E QUE APRECIARAM
OS  POSTS.
 A  TODOS VÓS  O MEU GRANDE OBRIGADO.


ESTES PRÉMIOS SÃO VOSSOS.


http://adnirolfpa.blogs.sapo.pt/


http://lagrimatua.blogs.sapo.pt/

http://amoutela.blogs.sapo.pt/





publicado por flavio às 13:07
link | comentar | ver comentários (4) | favorito

O SOL JÁ SE VAI

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Domingo, 20 de Abril de 2008

Ao Longo do Caminho





Ao longo do caminho
Derramamos flores e espinhos
Faz parte do nosso destino
Seguir com Jesus sorrindo
 
Nosso mundo é maravilhoso
O Céu é uma eterna morada
Más o povo presunçoso
Faz barreira em nossa estrada
 
Somos guiados pelo amor
Força que desata as amarras
Na superfície das águas
Liberta nossas almas 

Quando se faz a entrega
E faz de livre vontade
É um peso que descarrega
Ato de amor sem maldade

Segura na mão de Deus
E aprecie o caminho teu
Como um arco íris de versos
Cercando todo o universo 

Ele é a fonte de água viva
Igualmente uma trombeta
Nosso poema mergulhou
No mar santo do planeta!
 
 
S.S.   e  Ramalho
publicado por flavio às 00:05
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

Alma nua

publicado por flavio às 00:04
link | comentar | favorito

Como Uma Onda




Como a sinfonia de um anjo; 
Que passeia pelo céu sem dormir;
Atirando flechas na lua que sangra em mim; 
Colorindo as flores do bálsamo adoçicado do teu jardim;
No teu compasso deslumbrado dentro de mim, 
imergem meus anceios loucos por ti; 
Tua volúpia ardente percorre meu corpo, 
COMO UMA ONDA a me engolir;
Molha meus lábios secos, me afoga em teus beijos;
Teu aroma viril espande meu paladar, a boca escorre
brisa impregnada de tua fragrância, em êxtase fremente;
Minha onda levanta e abriga tua semente;
O universo todo se acende, cascatas de estrelas cadentes;
Cachueiras de flores do céu, passeiam por sobre o mar;
Em meio as correntes a lua brilha até o sol raiar;
Bailando com a felicidade, como uma criança a brincar;
Com inocência no olhar, um rio de puro amor;
Me convida a entrar, antes de eu voltar pro mar;
Mata minha sede, sua fonte é infinita, e sou apenas uma brisa;
Uma brisa que te toca, uma brisa que te refresca;

Uma brisa de espumas, ondas borbulhantes de ternura!
Doce espuma do mar, para sempre vou te tocar;
Toda vez que entrar no mar, nossas águas vão se misturar;
COMO UMA ONDA infinitamente no teu corpo a jorrar!


S.S.
Rio

publicado por flavio às 00:02
link | comentar | favorito

Sol de Dezembro




                                      Sol de Dezembro
                           As flores nascendo
                        Abençoado ser supremo
                    Ligados pelo poder dos ventos

                     Uma data mais que especial
                Elevando o amor ao espírito do natal
                     Comemorando o nascimento
                         Do nosso rei universal

                     Aliança tatuada no coração
                     Poder de desejo e fascinação
                    No movimento da sua canção
                         Ardente sol de verão

                      Meu coração foi dominado
                           Virei um anjo alado
                       Com a força dos astros
                        Explodindo no espaço

                      Em cada sonho de Verão
                  Uma chuva cristalina de paixão
                 Tempestades de amor e sedução
                   Nossas almas se encontrarão

                    Viajando no teu sonho alado
                    Sinto o licor dos seus lábios
                     Plenos momentos mágicos
                Me envolvo inteira em seus braços

                  Seu amor é meu maior presente
                  Como o primeiro beijo plantado
                  Nascendo no sol de Dezembro
                      Meu rei amor Iluminado...

S.S.
Rio

publicado por flavio às 00:00
link | comentar | favorito
Sábado, 19 de Abril de 2008

Náufrago

               

            


Já mandei um S.o.S para o mundo!
Um bilhete dentro de uma garrafa...
Pedindo a quem encontrar...
Que me resgate do meio do mar!

 

Enquanto o resgate não chega;
Perdida no meio do oceano
entre ventos e tempestades
remando a favor do sonho!

 

 

Conduzindo o barco sem medo,
procurando terra firme em teu peito!
Sei que milhares de garrafas chegam as areias!
Escrevi o meu bilhete com tinta vermelha
Com sangue extraído de minhas próprias veias...

 

 

Nada tenho, e nada quero...
Tenho tudo no meu cérebro...
E a tudo dou valor;
Principalmente as marcas...
Que me deixaram o Amor..!

 

 

Os dias vão passando,o barco se gastando;
Quase tombando,o cansaço chegando...
Perdendo a chance de conduzir o barco!
Implorei ao rei dos astros!

 

 

Sol que alimenta meu coração sagrado!
Sei que não sou o único solitário;
Talves nunca seja achado,talves
meu amor fique eternamente afogado!

 

 

Sou passageira do teu barco
Náufrago no mar,preciso do
teu vento.. para navegar...
Que derrube,que quebre,que vire o barco!

 

 

Que venha ao som de um tornado;
Que me leve ao oceano dos seus lábios;
Rasgando as águas com fúria nos braços;
Resgatando-me de meu velho barco!


(S.S. Rio)

(imagem retirada da net)

tags:
publicado por flavio às 13:54
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Amor de mãe

. "Laços partidos" - Soneto

. "Presente do sol"

. “Depois de você”

. "Meu Aniversario"

. " Me calar, jamais”

. Mais uma Estrela

. Se não sabe, eu sei

. A dor da alma!

. MINHA CHEGADA!!!!

. Jeito Amigo

. ADEUS

. Esposas de pescadores...

. Canção do Mar

. No balanço do mar ...

. A Espera

. Presente para Deus

. Pensamento

. Tudo passa ...

. Momento mágico

. Chama sem Limites

. Nada mudou...

. Dá medo

. PRÉMIOS

. O SOL JÁ SE VAI

. Ao Longo do Caminho

. Alma nua

. Como Uma Onda

. Sol de Dezembro

. Náufrago

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. DIA DA TERRA

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub